Publicidade

Correio Braziliense

Mozart Neves é o nome mais cotado para assumir Ministério da Educação

Atualmente, o professor ocupa o cargo de diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna


postado em 21/11/2018 15:50 / atualizado em 21/11/2018 16:48

(foto: Ricardo Matsukawa/Instituto Ayrton Senna)
(foto: Ricardo Matsukawa/Instituto Ayrton Senna)
O professor Mozart Neves, diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna, é apontado como o nome mais provável para assumir o Ministéro da Educação no governo de Jair Bolsonarono. Fontes ouvidas pelo Correio dizem que, entre os cotados, ele é o preferido das pessoas próximas ao futuro chefe do Executivo. 

Em nota, o Instituto Ayrton Senna informou que não há um convite feito a Mozart e confirmou uma reunião entre ele o presidente eleito nesta quinta-feira (22/11), em Brasília. De acordo com a entidade, o objetivo do encontro é discutir propostas elaboradas para a educação.

Neves é assessor de Viviane Senna, irmã do campeão de Fórmula 1 Ayrton Senna e um dos nomes que vinha sendo cogitado para o cargo. O nome do senador eleito pelo DF, Izalci Lucas, também foi cogitado, após ser levado como sugestão por deputados evangélicos


Químico 

Mozart esteve à frente de inúmeros órgãos e projetos federais sobre educação. Nascido em Pernambuco, ele é formado em química pela Universidade Federal do estado (UFPE), doutor em química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pós-doutor em química pela Politécnica de Milão, na Itália. 

Presidiu a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), em 2002, e foi membro do Conselho Nacional de Educação. Entre 2003 a 2006, foi secretário de Educação de Pernambuco. No ano seguinte, foi presidente executivo do Todos pela Educação, cargo no qual ocupou até 2010. Em 2008, foi eleito pela Revista Época como uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade