Publicidade

Correio Braziliense

CNJ decide sobre processos contra Moro no dia 11 de dezembro

Responsável pelos casos da Lava-Jato em 1ª instância até o começo do mês, Moro pediu exoneração do cargo. No entanto, continua sendo alvo de processos disciplinares no conselho


postado em 27/11/2018 20:50

(foto: Rafael Carvalho/Governo de Transição)
(foto: Rafael Carvalho/Governo de Transição)

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai avaliar no próximo dia 11 de dezembro como fica a situação dos processos disciplinares movidos conta o ex-juiz Sérgio Moro quando ele conduzia as ações da Lava-Jato em 1ª Instância. O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, solicitou que o assunto fosse incluído na pauta do órgão.

Havia uma audiência marcada para 06 de dezembro, para julgar a atuação dele no episódio que envolveu o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, Moro questionou a realização da audiência, já que ele pediu exoneração do cargo de magistrado. Ele foi indicado, pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, para assumir o Ministério da Justiça, na próxima gestão do Executivo. 

Além de Moro, ações disciplinares foram instauradas contra os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Rogério Favreto, João Gebran Neto e Thompson Flores Lenz, que também atuaram no caso do pedido de soltura do ex-presidente.

Na ocasião, uma série de reviravoltas causou tensão no Judiciário. O caso teve início após Favreto determinar a soltura do petista, e ser contrariado por decisões dos demais desembargadores e manifestações contrária a liberdade de Lula por parte de Moro. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade