Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro diz que vai acabar com 'festa da multa' em órgãos ambientais

Presidente eleito afirmou que defenderá o meio ambiente, mas criticou supostos excessos de órgãos como o Ibama e o ICMBio na punição de produtores rurais


postado em 01/12/2018 17:26

(foto: José Cruz/Agência Brasil)
(foto: José Cruz/Agência Brasil)
O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste sábado (1) que em seu governo não vai permitir o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) “sair multando a torto e a direito”. Ele disse que será um defensor da área do meio ambiente, mas que a “festa” das multas de órgãos ambientais vai acabar. 

Bolsonaro participou de solenidade de formatura na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em  Resende, no Rio de Janeiro. Ao deixar o local, o capitão reformado foi perguntado sobre qual será o nome escolhido para a pasta do Meio Ambiente – um dos poucos ministérios que não têm seu titular definido. 

O presidente eleito afirmou que bons nomes estão sendo analisados, mas que ainda não decidiu quem será o ministro. Ele avaliou que em seu governo será importante acabar com as brigas entre os ministérios da Agricultura e Meio Ambiente. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade