Publicidade

Correio Braziliense

Ratinho Jr sugere a Bolsonaro projeto para ligar portos no Paraná e Chile

Segundo o governador eleito do Paraná, medida seria muito importante para toda a América Latina


postado em 04/12/2018 16:22

(foto: Gilberto Nascimento/Agência Câmara)
(foto: Gilberto Nascimento/Agência Câmara)
O governador eleito do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), disse, durante entrevista a jornalistas na tarde desta terça-feira (4/12), que apresentou ao presidente eleito Jair Bolsonaro uma proposta de projeto de infraestrutura para fazer uma ligação rodoviária e ferroviária entre os portos de Paranaguá, no Paraná, e Antofagasta, no Chile. De acordo com ele, a medida seria muito importante para toda a América Latina. As declarações foram dadas no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). 

“Esse projeto é um desejo antigo que vai ajudar muito o agronegócio brasileiro ao interligar o Atlântico e o Pacífico, criando uma nova rota de exportações para a China”, disse Ratinho Júnior, que é filho do Ratinho, apresentador do SBT. Ele se reuniu com a equipe de transição voltada para os projetos de infraestrutura. 

Ele sugeriu para que a usina binacional de Itaipu seja sócia do projeto, já que a interligação entre os dois oceanos também interessa ao Paraguai. “Esse é um projeto que já desde da década de 1980 vem sendo trabalhada por vários técnicos do Paraná”, disse. “Eu defendi que a Itaipu possa bancar esse projeto, já que há interesse do próprio Paraguai, eu acredito, já que não falei com o presidente do país. Isso cabe ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fazer essa interlocução. Mas hoje o paraguai também precisa de um novo canal de exportação, porque vem fazendo isso pelo Rio da Prata e pelo Porto de Paranaguá”, completou. 


Pacto federativo

Ratinho Júnior afirmou também que o novo pacto federativo entre União e Estados depende da aprovação de reformas como a da Previdência e a tributária. “Temos ambiente para realização das reformas, há uma consciência por parte da população, do empresariado e dos parlamentares”, completou. O pai do governador no gabinete de transição para cumprimentar o presidente eleito.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade