Publicidade

Correio Braziliense

Palocci diz que Luis Cláudio, filho de Lula, foi beneficiado com propina

Segundo o ex-ministro, entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões vindos de propina do setor automobilístico ajudaram o filho do ex-presidente a realizar projeto esportivo


postado em 06/12/2018 11:17 / atualizado em 06/12/2018 12:56

Antônio Palocci é testemunha de acusação na ação penal em que Lula e Gilberto Carvalho são acusados de aceitar propina(foto: Evaristo Sa/AFP)
Antônio Palocci é testemunha de acusação na ação penal em que Lula e Gilberto Carvalho são acusados de aceitar propina (foto: Evaristo Sa/AFP)
O ex-ministro Antônio Palocci afirmou, nesta quinta-feira (6/12), em depoimento à Justiça Federal, que um dos filhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Luis Cláudio, recebeu entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões em propina para desenvolver um projeto empresarial na área dos esportes.

A declaração de Palocci foi feita ao juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, no processo em que Lula e seu ex-assessor Gilberto Carvalho são acusados de aceitar propina de R$ 6 milhões para conceder benefícios fiscais a empresas do setor automotivo. Os benefícios teriam sido dados com a edição da Medida Provisória nº 471/2009.

No começo da audiência, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, pediu para que o depoimento fosse suspenso, pois, por ser delator, Palocci tentaria obter vantagem durante o depoimento. O juiz, porém, não acolheu a solicitação e permitiu o depoimento do ex-ministro como testemunha de acusação.


Pedido de ajuda

De acordo com Palocci, Luis Cláudio foi até sua empresa de consultoria pedir ajuda para financiar o projeto esportivo, mas o ex-ministro disse que não poderia ajudá-lo naquele momento porque tinha uma viagem ao exterior. 

Mais tarde, ainda segundo o depoimento, Palocci perguntou a Lula o motivo do pedido de ajuda, mas o ex-presidente teria dito que o assunto já estava resolvido. Segundo o ex-ministro, a solução teria sido usar a propina vinda do setor automobilístico para financiar o projeto de Luis Cláudio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade