Publicidade

Correio Braziliense

Câmara aprova intervenção federal em Roraima e proposta vai ao Senado

O interventor será o futuro governador, Antonio Denarium (PSL) do mesmo partido do presidente eleito, Jair Bolsonaro


postado em 11/12/2018 22:52

(foto: Mauro Pimentel/AFP)
(foto: Mauro Pimentel/AFP)
 
A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (11/12) a intervenção federal no Estado de Roraima. A medida do presidente Michel Temer foi publicada ontem, no Diário Oficial, e estabelece a intervenção integral no Estado de Roraima até o dia 31 de dezembro por causa da paralisação de agentes penitenciários e da Polícia Militar, além da crise provocada pela imigração de venezuelanos. 

O interventor será o futuro governador, Antonio Denarium (PSL) do mesmo partido do presidente eleito, Jair Bolsonaro. Na prática, ele estará antecipando sua posse. Não houve unanimidade entre os deputados. Orlando Silva (PCdoB) criticou o afastamento da governadora Suely Campos (PP) pelo interventor. Os deputados de Roraima defenderam a intervenção. "As crianças estão sem aula, porque o transporte escolar está parado em frente à sede do governo", disse Hiran Gonçalves (PP-RR). 

Com a decisão, haverá a liberação de um crédito extraordinário para o Estado entre R$ 150 milhões e R$ 200 milhões, que será usado para o pagamento de servidores públicos e outras despesas - o recurso fica fora da regra do teto de gastos da União. O governo federal vai editar uma medida provisória para liberar o recurso. A primeira parcela a ser liberada será de R$ 23 milhões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade