Publicidade

Correio Braziliense

Para ensaio da posse, figurantes representarão Bolsonaro e Michelle

Cada etapa será cronometrada para evitar atrasos expressivos


postado em 22/12/2018 13:44

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
 
Na última semana antes da posse presidencial, estão programados dois ensaios gerais na Esplanada dos Ministérios. O primeiro ensaio será realizado amanhã (23/12). Os últimos detalhes foram definidos menos de 24 horas antes, no Itamaraty. O segundo será no dia 30, dois dias antes da posse. Além de cronometrar o evento, minuto a minuto, evitando assim atrasos expressivos, cada etapa será observada atentamente para identificar possíveis falhas na segurança e no cerimonial, segundo apurou a Agência Brasil.

Devido ao ensaio geral, a Esplanada dos Ministérios será fechada para o trânsito no domingo (23/12), das 6h às 19h, seguindo o previsto para 1º de janeiro quando haverá a posse.

Figurantes farão o papel do presidente eleito, Jair Bolsonaro, da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, de ministros, autoridades, parlamentares e demais convidados. O grupo será formado por servidores do Congresso, Planalto e do Itamaraty.

No dia da posse, serão colocadas grades de proteção para demarcar os espaços reservados ao público - estimado entre 250 mil e 500 mil pessoas - o que não ocorrerá nos dias de ensaio.


Militares

Além da participação dos Dragões da Independência, ainda para o ensaio, tropas do Exército, Marinha e Aeronáutica, que serão passadas em revista logo após o fim da solenidade do Congresso, estarão perfiladas. Até a salva de tiros de canhão está prevista no ensaio.

Haverá simulação de todo o percurso e das solenidades que envolvem diretamente os protagonistas do dia, Bolsonaro e a primeira-dama e o vice-presidente, Hamilton Mourão, e sua mulher. Também será ensaiada toda a logística montada para transportar os parentes, futuros ministros e demais autoridades até o Congresso, Palácio do Planalto e Itamaraty, onde ocorrerão as solenidades.

No ensaio, o carro utilizado para os deslocamentos deve ser fechado, mas no dia da posse, a expectativa, conforme já adiantou a Agência Brasil, é que Bolsonaro desfile em carro aberto para ficar mais próximo da multidão que irá saudá-lo.


Segurança

Ao contrário do que está programado para os dias 30 de dezembro e 1º de janeiro, neste primeiro ensaio geral, os locais não passarão por uma varredura da Polícia Federal. Apesar do trânsito interrompido, turistas e curiosos poderão circular na Esplanada e acompanhar o ensaio, mas as regras de acesso serão as mesmas já anunciadas pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Carrinhos de bebê, guarda-chuvas, máscaras, produtos inflamáveis, fogos de artifício, drones, animais, bebidas alcoólicas, apontadores a laser, armas de fogo e objetos cortantes estão proibidos.

Amanhã, inibidores de drones serão testados. A preocupação da organização, embora não seja o objetivo, é saber se esses equipamentos vão interferir no sinal de telefones celulares.


Chuva

Em caso de chuva, o cerimonial colocará em prática um roteiro B. Nele, não há possibilidade de desfile em carro aberto, o presidente eleito entrará no Congresso pela chapelaria - e não pela rampa do prédio do Congresso Nacional - e a revista das tropas será reduzida.

Cronograma:


14h06 - Bolsonaro deixa a residência oficial da Granja do Torto, onde passará a virada do ano com a família

14h25 – Chegada à Catedral de Brasília, onde deve entrar no Rolls Royce para o desfile até Congresso Nacional

14h50 – Chegada ao Congresso

15h – Abertura da solenidade de posse no plenário da Câmara dos Deputados

16h – Hino Nacional, salva de tiros e revista às tropas - Congresso

16h20 – Deslocamento para Palácio do Planalto

16:30 – Pronunciamento à nação

18h15 – Fotografia Oficial

18h25 – Chegada ao Palácio do Itamaraty para recepção de autoridades

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade