Publicidade

Correio Braziliense

Witzel modifica agenda para acompanhar posse de Bolsonaro em Brasília

Posse do governador, no Rio, será rápida. A transmissão do cargo e a posse do secretariado sofrerá modificação e ficará para o dia seguinte, no Palácio Guanabara


postado em 30/12/2018 14:51

A posse do governador eleito do Rio de Janeiro Wilson Witzel e seu vice-governador, Claudio Castro, no dia 1° de janeiro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) será rápida para que o governador possa embarcar, ainda pela manhã, para Brasília para assistir a posse do presidente da República, Jair Bolsonaro. A transmissão do cargo e a posse do secretariado sofrerá modificação e ficará para o dia seguinte, no Palácio Guanabara.

A cerimônia de posse está marcada para começar às 8h30. O presidente da Casa, André Ceciliano (PT) faz a abertura oficial, chamando o governador eleito e o vice para a Mesa Diretora da Alerj. Em seguida, é executado o Hino Nacional. A pedido de Witzel, a Banda Sinfônica dos Fuzileiros Navais fará a apresentação do Hino, pois o governador é ex-fuzileiro naval.

Ceciliano faz uma rápida saudação aos presentes e, em seguida, é feita a leitura do compromisso constitucional de posse, acompanhada da leitura e assinatura do termo de posse do governador. O mesmo procedimento é feito para o vice-governador Claudio Castro.

O governador eleito Wilson Witzel fará um breve discurso e a cerimônia será encerrada com a execução do Hino do Estado do Rio de Janeiro. A entrevista coletiva que Witzel daria após a cerimônia foi cancelada por causa do espaço restrito na agenda. A cerimônia, prevista para encerrar às 11 h, deve ser antecipada.

Toda a cerimônia será muito simples, sem qualquer ostentação. Os convites distribuídos em, número reduzido, foram confeccionados eletronicamente para economizar custos. Não haverá também a contratação de buffet para a cerimônia de posse e será servido apenas cafezinho e água gelada aos convidados.

Wilson Witzel seguirá direto para a Base Aérea do Galeão, onde embarcará no avião da Força Aérea Brasileira que levará o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) para a posse de Bolsonaro em Brasília.

Transmissão de cargo

A cerimônia de transmissão de cargo de Wilson Witzel e posse do seu secretariado será realizada às 14h, do dia 2, no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, sede do governo estadual. A cerimônia também será rápida com convites distribuídos apenas aos familiares dos 21 secretários. 

Em seguida, o governador Wilson Wizel e o vice-governador, Claudio Castro, terão uma reunião de trabalho com todo o secretariado para definir as primeiras ações de governo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade