Publicidade

Correio Braziliense

Doria critica passado do PSDB e diz que partido vai mudar

"Nada de apego ao passado, o passado é para ser respeitado. Mas hoje o que vale é o presente", disse o tucano


postado em 01/01/2019 12:34 / atualizado em 01/01/2019 13:49

Doria em cerimônia de posse do governo de São Paulo(foto: Governo do Estado de São Paulo)
Doria em cerimônia de posse do governo de São Paulo (foto: Governo do Estado de São Paulo)
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), endureceu o discurso em prol de mudanças no PSDB durante discurso na cerimônia de transmissão do cargo no Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira, 1. Doria declarou que o partido não vai "virar as costas" para o País e que deve apoiar as medidas do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

"Nada de apego ao passado, o passado é para ser respeitado. Mas hoje o que vale é o presente", disse o tucano, em crítica indireta a governos tucanos anteriores. "E o PSDB, o meu partido, será um exemplo disso porque vai mudar e vai mudar para sintonizar à realidade da população do Estado e, se souber fazer isso em São Paulo, irá fazer também no Brasil."

No discurso, Doria citou o ex-governador Mário Covas como exemplo. Geraldo Alckmin e José Serra foram citados de forma protocolar em fala anterior, no discurso de posse na Assembleia Legislativa. Para o novo governador, a legenda tucana precisa de novas posições. Ele prometeu que seu governo vai "enterrar" a velha política.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade