Publicidade

Correio Braziliense

Autoridades chegam ao Congresso Nacional para a posse de Bolsonaro


postado em 01/01/2019 14:33

Secretário Pompeo se reúne com ministro do Exterior peruano Néstor Popolizio O Secretário de Estado dos EUA, Michael R. Pompeo, se reúne com o Ministro das Relações Exteriores do Peru, Néstor Popolizio, em Brasília, Brasil, em 1º de janeiro de 2019(foto: Departamento de Estado de Ron Przysucha / Public Domain)
Secretário Pompeo se reúne com ministro do Exterior peruano Néstor Popolizio O Secretário de Estado dos EUA, Michael R. Pompeo, se reúne com o Ministro das Relações Exteriores do Peru, Néstor Popolizio, em Brasília, Brasil, em 1º de janeiro de 2019 (foto: Departamento de Estado de Ron Przysucha / Public Domain)
O presidente da Casa Legislativa, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), que conduzirá a cerimônia, afirmou há pouco que o presidente eleito tem o papel de desenvolver e unificar o país.

“Minha mensagem é de otimismo, que ele unifique o Brasil, governe para todos os brasileiros, faça o desenvolvimento do Brasil, que o país avance, gere emprego e renda, e que a sociedade seja completamente pacificada independentemente de quem votou ou quem não votou ou quem deixou de votar. Esse é o grande papel que o presidente tem: desenvolvimento do país e unificar o país em torno do seu crescimento”, afirmou.

Ao chegar à cerimônia, o vice-presidente da Câmara, deputado Fábio Ramalho (MDB-MG), afirmou que já tem discutido temas como reforma da Previdência e corte de gastos com o presidente eleito. Reeleito, o parlamentar é candidato à presidência da Casa.

“Eu colocaria para votar e a reforma da Previdência é hoje a mais urgente e mais necessária e tem que ser feita no início do governo. Eu sou candidato independente [à presidência da Câmara] e posso afirmar para vocês que a gente só vai conseguir aprovar essas reformas com a instituição muito forte e independente. A democracia é desse jeito”.

Parlamentares do PT e PSOL anunciaram que não participarão da cerimônia. 

Jornalistas estrangeiros

Ao todo, 158 profissionais de imprensa de 27 países participam da cobertura da cerimônia de posse de Jair Bolsonaro. No total, mais de mil profissionais trabalham nessa cobertura.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade