Publicidade

Correio Braziliense

Bebianno: 'Já o desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar'

Segundo representantes do governo, o ministro deve ser exonerado na próxima segunda-feira


postado em 16/02/2019 12:09

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 
Depois de trocar farpas com Carlos Bolsonaro, com o apoio do presidente, e uma possível saída do governo, Gustavo Bebianno, ministro da Secretaria-Geral do governo, publicou, na madrugada deste sábado, no Instagram, um texto com os seguintes dizeres: "Quando perdemos por ser leal, mantemos viva a honra. Saímos de qualquer lugar com a cabeça erguida ao carregar no coração a lealdade". Em outro trecho ele diz: "a lealdade é um gesto bonito das boas amizades" e "só consegue ser amigo, quem aprende a ser leal". Tempos depois, o texto foi apagado de seu Instagram. Na mesma rede social, o ministro tem uma foto ao lado de Bolsonaro em seu perfil. 

No início da tarde desta sexta-feira, quando interlocutores afirmaram que Bebianno permaneceria no cargo, o clima não era dos melhores. Bolsonaro recebeu o ministro em uma reunião, às 17h, acompanhado dos ministros-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, além do vice-presidente, Hamilton Mourão. Entretanto, Bebianno foi excluído de uma reunião ministerial às 15h. O recado, pondera um interlocutor, foi de isolamento. 

A situação de Bebianno se complicou após o ministro ter afirmado em entrevista ao jornal O Globo que teria conversado com Bolsonaro por três vezes quando o presidente ainda estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O filho de Bolsonaro, porém, chamou o ministro de mentiroso, em uma publicação no Twitter.

Este era o início de uma crise, que se agravou ainda mais quando o chefe do Executivo retuitou a mensagem publicada filho, na quarta-feira. A conversa entre ambos foi curta o bastante para o chefe do Executivo dizer que não conversaria por questões do quadro clínico.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade