Publicidade

Correio Braziliense

Segunda Turma do STF nega recurso para libertar Eduardo Cunha

Ministros negaram recurso da defesa apresentado contra processo que corre na Justiça Federal de Brasília


postado em 18/02/2019 18:13 / atualizado em 18/02/2019 19:34

(foto: Agência France Presse )
(foto: Agência France Presse )
 
A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou um pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, preso desde 2016 em decorrência de uma condenação no âmbito da Lava-Jato. Os advogados pediram a revogação de uma ordem de prisão preventiva determinada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília.

Nesta ação, Cunha é acusado de participar de fraudes em empréstimos feitos junto a Caixa Econômica Federal.  Em 1º de junho do ano passado, o ex-deputado foi condenado a 24 anos e dez meses de prisão pelo juiz Vallisney. A primeira sentença que ele recebeu foi definida pelo ex-juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça.

Mesmo que tivesse o pedido aceito pela Segunda Turma da Corte, Cunha permaneceria preso, em decorrência da prisão determinada por Moro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade