Publicidade

Correio Braziliense

Ministro do Turismo pede que investigação de laranjas seja feita pelo STF

Marcelo alega que as acusações se referem ao período em que ele era deputado federal, e portanto, detentor de foro privilegiado em razão do cargo


postado em 21/02/2019 14:06

(foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
(foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, apresentou recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para que as investigações sobre candidatos laranjas do PSL nas eleições passadas sejam conduzidas pela Corte. Marcelo alega que as acusações se referem ao período em que ele era deputado federal, e portanto, detentor de foro privilegiado em razão do cargo.

 

A solicitação será avaliada pelo ministro Luiz Fux. Se um pedido de liminar for atendido, as investigações sobre candidatos laranjas do partido que correm no Procuradoria-Geral Eleitoral de Minas Gerais ficam suspensas até que o Tribunal avalie o mérito da questão.

 

Os advogados alegam  que os crimes imputados tem  relação com a atividade parlamentar. “Considerando que os crimes investigados têm relação estreita com o cargo e teriam sido cometidos quando o investigado estava em seu primeiro mandato parlamentar, então, permanece a competência originária do Supremo Tribunal Federal para processar e julgar os fatos,” diz um trecho da peça da defesa.

 

As revelações de que o PSL usou candidatos laranjas, que tiveram poucos votos, mesmo contando com uma verba elevada do fundo eleitoral, foram feitas pela "Folha de S. Paulo". Em um dos casos, uma candidata que recebeu R$ 400 mil teve apenas 234 votos

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade