Publicidade

Correio Braziliense

Candidatas do PSL compraram 10 milhões de panfletos a 48 horas da eleição

Candidatas de Pernambuco e do Ceará receberam, juntas, R$ 268 mil do diretório do PSL. Montante seguiu direto para gráficas e foi usado para imprimir 10 milhões de santinhos a poucas horas da eleição


postado em 22/02/2019 13:14

Mariana Nunes ao lado do presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PSL-PE)(foto: Reprodução)
Mariana Nunes ao lado do presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PSL-PE) (foto: Reprodução)
Duas candidatas do Partido Social Liberal (PSL) compraram dez milhões de santinhos e folders a menos de 48 horas do primeiro turno das eleições. A legenda destinou R$ 268 mil às duas candidatas a Câmara Legislativa do Pernambuco e do Ceará. A informação foi revelada pelo jornal O Globo nesta sexta-feira (22/2).

As candidatas Mariana Nunes (PE) e Gislani Maia (CE) gastaram o montante recebido entre 5 e 6 de outubro, de acordo com informações do DivulgaCandContas, sistema de divulgações de candidaturas e contas de campanhas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Mariana Nunes (PSL-PE) foi beneficiada com R$ 127,860 mil do diretório do PSL e movimentou grandes montantes às vésperas das eleições. Apesar disso,  só obteve 1.741 votos e ficou em 189º lugar na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Entre os dias 2 e 5 de outubro, a empresária pernambucana recebeu depósitos que somam R$ 118 mil. R$ 113,9 mil foram gastos na impressão de cinco milhões de santinhos e um milhão de adesivos.

Gislani Maia (PSL-CE)(foto: Reprodução/Internet)
Gislani Maia (PSL-CE) (foto: Reprodução/Internet)
Já a candidata cearense, Gisleni Maia, recebeu aproximadamente R$ 151 mil, dos quais R$ 150 mil foram doados no dia 5 de outubro pela direção nacional do PSL. Segundo as informações do DivulgaCandContas, antes dessa data, apenas a própria candidata havia realizado doação para a sua campanha, no valor de R$ 954. Dois dias após a eleição do primeiro turno, Gislani repassou R$ 143 mil a três gráficas para o fornecimento de 4,8 milhões de santinhos, panfletos, botons, além de 20 mil adesivos.

Os valores doados às candidatas superam em três vezes o valor da campanha de outros nomes notáveis do partido. A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP), por exemplo, a deputada mais votada na história do país, com mais de 2 milhões de votos, usou R$ 44 mil na campanha.



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade