Publicidade

Correio Braziliense

Justiça autoriza transferência de Eduardo Cunha para o Rio de Janeiro

Solicitação foi feita pela própria defesa do ex-presidente da Câmara. Também havia solicitação para que ele fosse alocado em Brasília


postado em 23/05/2019 12:16 / atualizado em 23/05/2019 12:24

(foto: Wilson Dias/Agência Brasil.)
(foto: Wilson Dias/Agência Brasil.)
A Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro autorizou, nesta quinta-feira (23/5), a transferência do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, para uma unidade prisional fluminense. A Justiça atendeu pedido do próprio detento, que atualmente cumpre pena no Complexo Médico Penal de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. 

Cunha está preso desde 2016, em decorrência de uma condenação no âmbito da operação Lava-Jato. Além do Rio, a defesa também havia manifestado a vontade que o cliente fosse transferido para Brasília, solicitação que foi negada pelo ex-juiz Sérgio Moro.

Cunha foi condenado a 15 anos de prisão pela 13ª Vara Federal de Curitiba, acusado de ter cobrado propina para que a Petrobras explorasse um campo de petróleo em Benin, na África. O dinheiro recebido teria sido depositado em uma conta bancária aberta na Suíça.

Ao analisar o caso, o Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4), decidiu reduzir a pena do ex-deputado para 14 anos e seis meses de cadeia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade