Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro demitirá presidente dos Correios por comportamento 'sindicalista'

O presidente dos Correios tirou foto com parlamentares da oposição, como do PT e do PSol


postado em 14/06/2019 12:20 / atualizado em 14/06/2019 12:23

Presidente dos correiros, gen. Juarez Aparecido(foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Presidente dos correiros, gen. Juarez Aparecido (foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
O governo sofrerá outra baixa dentro dos próximos dias. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai demitir o presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha. Após café da manhã com jornalistas, nesta sexta-feira (14/6), no Palácio do Planalto, o capitão reformado declarou que fará isso por motivos de o atual mandatário da estatal ter tido comportamento de “sindicalista”.

A decisão será feita com base em gestos de Juarez em audiência pública na Câmara. O presidente dos Correios tirou foto com parlamentares da oposição, como do PT e do PSol. Pesou, também, o fato de o militar ter dito que a estatal, sob o comando dele, não será privatizada, como estuda o Ministério da Economia, Paulo Guedes. 

O substituto ainda não foi definido. A imprensa questionou Bolsonaro se ele cogita alocar o general Santos Cruz, ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo, no cargo, mas ele negou. Antes, durante café da manhã, o presidente explicou que ofereceu a oportunidade de o militar permanecer em governo em outro cargo, mas o convite foi declinado. “No momento, não demonstrou vontade de ocupar espaço no governo”, explicou. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade