Publicidade

Correio Braziliense

Lava-Jato: integrantes pautam ações pela ética e legalidade, diz nota

Novos diálogos revelados, segundo veículos, sugerem que membros da força-tarefa do MPF se articularam para proteger Moro e evitar tensões com o STF


postado em 24/06/2019 08:16 / atualizado em 24/06/2019 09:50

(foto: Geraldo Budniak/Agência O Globo - 24/7/15)
(foto: Geraldo Budniak/Agência O Globo - 24/7/15)
Após o jornal Folha de São Paulo, em parceria com o site The Intercept Brasil, publicar nesse domingo (23/6), novas mensagens atribuídas ao ministro da Justiça, Sergio Moro (ex-juiz federal), e o procurador da República Deltan Dallagnol, a força-tarefa da Lava-Jato divulgou a seguinte nota:

"A Força Tarefa não teve acesso aos materiais citados pelo jornal e, por isso, tem prejudicada sua possibilidade de avaliar a veracidade e o contexto dos supostos diálogos. Os integrantes da Força Tarefa pautam suas ações pessoais e profissionais pela ética e pela legalidade."

Os diálogos, segundo os veículos, sugerem que, em 2016, membros da força-tarefa do Ministério Público Federal se articularam para proteger Sergio Moro e evitar tensões com o Supremo Tribunal Federal (STF).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade