Publicidade

Correio Braziliense

Familiares e amigos se despedem do ex-presidente do TCU Carlos Átila

O ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), de 81 anos, foi vítima de uma parada cardíaca


postado em 12/07/2019 16:21 / atualizado em 12/07/2019 18:07

Velório de Carlos Átila Alvares e Silva(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Velório de Carlos Átila Alvares e Silva (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Amigos e familiares se reuniram nesta sexta-feira (12/7) para se despedir do ex-ministro e presidente do Tribunal de Contas da União (TCU) Carlos Átila Alvares e Silva. A cerimônia encheu o Salão Nobre do TCU, local que abriga a galeria de presidentes da Casa. 

O atual presidente do TCU, José Mucio Monteiro, foi uma das autoridades presentes no velório. Durante a celebração, alguns amigos e autoridades tiveram oportunidade de se despedir e de exaltar os feitos do diplomata. O ministro-substituto Augusto Sherman agradeceu a família de Átila pelos serviços prestados no TCU. “A primeira imagem que me vem é de um homem muito querido. Pela sua família, amigos, e por esta casa. Temos uma grande gratidão pelo trabalho dele aqui no Tribunal”, disse.

Carlos Átila Alvares e Silva tinha 81 anos (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Carlos Átila Alvares e Silva tinha 81 anos (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Em seu discurso, Sherman destacou dois feitos do ex-ministro da casa. O primeiro foi a criação do Instituto de Formação Serzedello Corrêa, um marco na transformação do tribunal em um órgão altamente técnico. Sherman também relembrou os concursos anuais, sugeridos por Átila, feitos para a ocupação de cargos na casa. “Isso proporcionou a formação de uma equipe de servidores qualificados e sempre renovados. Isso transformou por dentro o TCU”, ressaltou. 

A presidente da Rede Sarah, Lúcia Willadino, também esteve presente no velório e prestou homenagens ao amigo. Lúcia relembrou as últimas conversas com o amigo que foi presidente do Conselho da Rede Sarah. “Não tenho como deixar de expressar minha gratidão. Ele teve um papel fundamental na construção da nossa rede. Ele sempre continuou preocupado conosco. Me mandava mensagens com as novidades que via pelo Brasil e fora dele para tentarmos implementar no Sarah”, disse a neurocientista.

Também estiveram presentes no velório o ex-procurador geral da República Roberto Gurgel, os ministros do TCU Raimundo Carreiro e Walton Alencar Rodrigues, e os procuradores do Ministério Público junto ao TCU (MPTCU) Marinus Marsico e Rodrigo Medeiros.

O diplomata morreu nesta quinta-feira (11/7), aos 81 anos, vítima de uma parada cardíaca. Átila almoçava em um shopping da cidade quando se sentiu mal e foi levado ao Hospital de Base, onde passou por cirurgia. No entanto, não resistiu.

Após o velório, o corpo de Átila será cremado em uma cerimônia restrita aos familiares.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade