Publicidade

Correio Braziliense

Ministério pede investigação à PF após Guedes ter telefone hackeado

Segundo a assessoria de imprensa, o telefone do ministro foi hackeado na noite dessa segunda-feira (23/7)


postado em 23/07/2019 11:45 / atualizado em 23/07/2019 11:51

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O Ministério da Economia informou, na manhã desta terça-feira (23/7), que enviará um ofício para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para que acione a Polícia Federal investigar o caso de invasão do telefone de Paulo Guedes. 

Segundo a assessoria de imprensa, o telefone do ministro foi hackeado na noite desta segunda-feira (23/7). "Nessa segunda-feira (22), vários jornalistas receberam mensagens e ligações em nome do ministro por meio do aplicativo Telegram", informou a pasta. 

De acordo com o Ministério da Economia, Guedes nunca teve conta no aplicativo e pediu para que desconsiderem qualquer mensagem recebida do número antigo do ministro, que já foi desativado. 

Leia a nota oficial: 

O Ministério da Economia informa que está sendo apurada a possível invasão do telefone do ministro Paulo Guedes. Um ofício será enviado ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para que acione a Polícia Federal. Nessa segunda-feira (22), vários jornalistas receberam mensagens e ligações em nome do ministro por meio do aplicativo Telegram. O Ministério da Economia ressalta que o ministro nunca teve conta nesse serviço e pede para que desconsiderem qualquer mensagem recebida do número antigo do ministro, que já será desativado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade