Publicidade

Correio Braziliense

Caixa vai mudar forma de cálculo do novos contratos da casa própria

Em live, ao lado do presidente da Caixa, Bolsonaro anuncia, para semana que vem, linha de crédito indexada à inflação. Haverá vantagem também em renegociação para caminhoneiros


postado em 16/08/2019 06:00

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
A próxima semana começa com boas novidades para os caminhoneiros e para quem deseja comprar a casa própria. A Caixa Econômica Federal (CEF) vai anunciar, na segunda-feira, um pacote de renegociação de dívidas voltadas para os donos de caminhão. No dia seguinte, o banco lançará uma nova linha de crédito imobiliário indexado ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que acumula alta de 3,22% em 12 meses encerrados em julho.

As medidas foram anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro, em uma live realizada na noite desta quinta-feira (15/8) pelas redes sociais, ao lado do presidente da instituição financeira, Pedro Guimarães. “A Caixa vai anunciar terça-feira que vem, uma coisa que vai mudar a vida dos brasileiros. Na verdade, o senhor (presidente) vai anunciar. A parte do crédito imobiliário vamos mudar, pois o presidente vai anunciar em conjunto com a gente. Não podemos mexer em contratos antigos, mas vai gerar bastante demanda, emprego. Vai ser algo revolucionário”, disse Guimarães.

Pouco depois, o Banco Central soltou uma nota confirmando que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou, em reunião extraordinária, resolução que estende ao Sistema Financeiro de Habitação (SFH) empréstimos com taxas pela inflação. O SFH são linhas de crédito que permitem o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Sobre os caminhoneiros, Guimarães afirmou que a Caixa tem renegociação com 3 milhões de pessoas com até 90% de desconto e que 600 mil pessoas evitaram perder suas casas. “Com os caminhoneiros são 100 mil que têm algum tipo de dívida com o banco; 50 mil com dívida de cartão de crédito. Nós temos volume significativo de caminhoneiros que podem evitar perder a casa própria.”

Bolsonaro afirmou ainda que conversa com o BNDES e outros bancos para que o benefício seja estendido. “Os caminhoneiros, por uma questão de justiça, vão ser atendidos a partir de segunda-feira, na Caixa”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade