Publicidade

Correio Braziliense

Espero que brasileiros tenham presidente à altura do cargo, diz Macron

Fala do presidente francês foi ao lamentar os comentários ''extraordinariamente desrespeitosos'' de Bolsonaro sobre sua esposa, Brigitte


postado em 26/08/2019 08:58 / atualizado em 26/08/2019 13:09

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)
Biarritz, França — O presidente francês, Emmanuel Macron, lamentou, nesta segunda-feira (26/8), os comentários "extraordinariamente desrespeitosos" de seu colega brasileiro Jair Bolsonaro sobre sua esposa, Brigitte, dizendo-se "triste por ele e pelos brasileiros".

Bolsonaro fez "comentários extraordinariamente desrespeitosos sobre minha esposa", disse à margem da cúpula do G7 em Biarritz. "O que eu posso dizer a vocês? É triste, é triste, mas é em primeiro lugar triste para ele e para os brasileiros", afirmou, acrescentando que espera que os brasileiros "tenham um presidente que se comporte à altura" do cargo.
 
Jair Bolsonaro endossou no domingo (25/8), no Facebook, um comentário ofensivo contra Brigitte Macron, enquanto o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tratou o chefe do Estado francês de "cretino oportunista".
 

Bolsonaro reagiu a um post que trazia as fotos das esposas dele e de Macron e afirmava que as críticas do francês seriam motivados por inveja. A publicação trazia fotos das esposas dos dois presidentes. "Entende agora pq Macron persegue Bolsonaro?", aparece escrito ao lado das fotos dos dois casais presidenciais. "É inveja (...) do Macron, pode crê", escreveu o internauta Rodrigo Andreaça. "Não humilha cara. Kkkkkkk", respondeu o presidente brasileiro.
 

Tensões entre Brasília e Paris

Estes ataques sem precedentes marcam uma forte escalada nas tensões entre Brasília e Paris, intensificada nos últimos dias pelas pressões exercidas pela França, que sediou uma reunião de cúpula do G7, sobre Jair Bolsonaro para agir contra as queimadas na Amazônia. 

Na véspera do G7, Emmanuel Macron acusou Bolsonaro de ter "mentido" a respeito de seus compromissos com o meio ambiente e anunciou que a França agora se opunha ao controverso acordo de livre-comércio entre a União Europeia e o Mercosul.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade