Publicidade

Correio Braziliense

Henrique Valladares, delator de Aécio e Lobão, é encontrado morto

Ao Correio, a Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que a causa da morte é dada como indeterminada


postado em 18/09/2019 13:11 / atualizado em 18/09/2019 14:18

Henrique Valladares foi um dos principais delatores da Operação Lava-Jato (foto: Reprodução/Internet)
Henrique Valladares foi um dos principais delatores da Operação Lava-Jato (foto: Reprodução/Internet)
O ex-vice-presidente da Odebrecht Henrique Valladares, um dos principais delatadores da Operação Lava-Jato, foi encontrado morto na terça-feira (17/9) em apartamento no Rio de Janeiro. Ele foi um dos responsáveis pela delação de Aécio Neves (PSDB) e Edison Lobão (MDB). 

 

Ao Correio, a Polícia Civil carioca informou que foi feita uma guia de remoção de cadáver e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), "onde foi nercopsiado e atestada a morte indeterminada, sendo liberado para retirada dos familiares". 

 

Sobre as delações, Valladares informou à Justiça ter feito depósitos que totalizaram R$ 50 mil em contas no exterior, ligadas à Aécio Neves. O executivo também acusou o ex-ministro de Dilma Rousseff, Edison Lobão, de cobrar propina em contratos na área de energia da Odebrecht. Em 2017, o delator também informou que a empresa ofereceu R$ 20 milhões para ex-diretores de Furnas para comprarem apoio de congressistas e, com isso, assegurar a permanência nos cargos. 

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade