Publicidade

Correio Braziliense

''Esquece o PSL, tá ok?'', cochicha Bolsonaro a apoiador no Alvorada

O chefe do Palácio do Planalto, que é filiado ao partido, também pede para apagar registro que cita apoio do presidente da legenda e diz que o filme de Luciano Bivar está ''queimado''


postado em 08/10/2019 11:29 / atualizado em 08/10/2019 12:15

(foto: José Cruz/Agência Brasil )
(foto: José Cruz/Agência Brasil )
Ao cumprimentar apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, nesta terça-feira (8/10), o presidente Jair Bolsonaro pediu a um homem, que se apresentou como pré-candidato do PSL em Recife (PE), a esquecer o partido. O chefe do Palácio do Planalto e dois dos seus filhos, Flávio e Eduardo, são filiados a legenda.

Após o homem se apresentar, Bolsonaro cochicha em seu ouvido para que ele “esqueça o PSL, tá ok?”. O áudio foi captado durante uma gravação, ao vivo, de um apoiador do presidente na saída do Alvorada. O pré-candidato ignora o recado e, ao lado do presidente, faz uma gravação afirmando que ele, Bolsonaro e Luciano Bivar — presidente do PSL — estão "juntos por um novo Recife".

O presidente caminha mais um pouco para falar com outros eleitores, mas pede que o pré-candidato não divulgue a gravação. “Cara, não divulga isso, não. O cara tá queimado para caramba lá. Entendeu? E vai queimar o meu filme também. Esquece cara. Esquece o partido”, pede. Outras populares presente também falam para o homem apagar o vídeo. Outro registro entre os dois é feito, mas sem citar o partido e Bivar.

Investigações contra PSL e Bivar

O PSL é investigado, em Minas Gerais, por uso de candidaturas laranjas na última eleição. Na sexta-feira (4/10), o Ministério Público denunciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e outras 10 pessoas por envolvimento no esquema após apuração feita pela Polícia Federal.

O suposto esquema de irregularidades na aplicação do fundo eleitoral do PSL durante a campanha de 2018 também é investigado em Pernambuco e Luciano Bivar é um dos alvos da PF no caso.  A suspeita é que ele tenha usado candidatas mulheres para desviar dinheiro do fundo especial de campanha. Bivar rejeita as acusações. O Correio procurou a assessoria de imprensa de Bivar e aguarda um posicionamento. 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade