Publicidade

Correio Braziliense

Bivar tira Flávio e Eduardo Bolsonaro dos comandos estaduais do PSL

No lugar de Flávio, assumirá o deputado federal Sargento Gurgel, enquanto o deputado Júnior Bozzella ficará no comando paulista


postado em 17/10/2019 16:57 / atualizado em 17/10/2019 17:00

A cúpula do PSL continua em tensão com o presidente Jair Bolsonaro(foto: Luis Macedo/Acervo Câmara dos Deputados)
A cúpula do PSL continua em tensão com o presidente Jair Bolsonaro (foto: Luis Macedo/Acervo Câmara dos Deputados)
O presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), destituiu o senador Flávio Bolsonaro e o deputado Eduardo Bolsonaro dos comandos dos diretóriso do partido no Rio de Janeiro e São Paulo, respectivamente. A informação é da Revista Crusoé

 

Ainda segundo a publicação, o deputado federal Sargento Gurgel assumirá o lugar de Flávio, enquanto o deputado Júnior Bozzella ficará no comando paulista.  

 

Crise no PSL

 

A cúpula do PSL vive mais um dia de tensão com o presidente Jair Bolsonaro. Na noite de quarta-feira (16/10), a legenda votou a favor do Delegado Waldir (GO) para continuar na liderança do PSL na Câmara. A tentativa de Bolsonaro era que o filho, Eduardo, assumisse o comando, mas não teve votos suficientes para fazer a transferência. 

 

A ala do partido que defendia o nome de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), mais ligada ao presidente Jair Bolsonaro, entregou duas listas, uma com 24 e outra com 26 assinaturas. Como os que querem Waldir na liderança, ligados ao residente do partido, Luciano Bivar, somavam um número maior, o parlamentar de Goiás foi mantido.

 

Também nesta tarde, Bolsonaro decidiu tirar Joice Hasselmann da liderança do governo no Congresso.  

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade