Publicidade

Correio Braziliense

''Disputa do PSL ainda não contaminou o Senado'', diz Mourão

O presidente em exercício acredita que votação de segundo turno da reforma da Previdência, marcada para esta terça-feira (22/10) passará sem maiores problemas


postado em 21/10/2019 20:52 / atualizado em 21/10/2019 20:57

(foto: Mauro Pimentel/AFP)
(foto: Mauro Pimentel/AFP)
O presidente interino, Hamilton Mourão (PRB), disse nesta segunda-feira (21/10) que a crise envolvendo o PSL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, “ainda não contaminou o Senado”. Ele defende que a votação de segundo turno da reforma da Previdência, marcada para esta terça-feira (22/) passará sem maiores problemas.

Questionado se disputas internas no PSL podem prejudicar votações de interesse do governo, Mourão afirmou: “Acho que não, a votação de maior interesse é amanhã, da previdência. O senado parece que não foi contaminado ainda pela disputa interna do PSL, então acho que amanhã nós vencemos e espero que daqui para o final de semana o PSL se reorganize e chegue a um acordo”, concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade