Publicidade

Correio Braziliense

Manifestantes a favor da prisão em segunda instância protestam na Esplanada

Grupo se reúne em frente ao Congresso Nacional e também critica a soltura do ex-presidente Lula


postado em 09/11/2019 17:05 / atualizado em 09/11/2019 18:19

Manifestação na Esplanada dos Ministérios a favor da prisão em segunda instância(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Manifestação na Esplanada dos Ministérios a favor da prisão em segunda instância (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
Centenas de manifestantes que apoiam a prisão a partir de condenação em segunda instância instância de Justiça protestam na Esplanada dos Ministérios, na tarde deste sábado (9/11). A concentração ocorre em frente ao Congresso Nacional. 

 

Organizado pelo Movimento Vem Pra Rua, o ato também ocorre em apoio ao presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sergio Moro e contra a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A quantidade de manifestantes é bem inferior aos atos anteriores convocados para apoiar pautas do governo.

 

A intenção dos manifestantes era protestar em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, a região está interditada por conta do reforço na segurança em decorrência da reunião da cúpula do Brics, agendada para ocorrer na próxima semana. 

 

 

 

A dona de casa Vânia Maria de Souza, de 55 anos, saiu de Valparaíso, no Entorno do DF, para participar do ato. "Vi que a manifestação estava sendo convocada pelas redes sociais e decidi participar. O governo precisa de apoio, pois a esquerda não está morta. Não é por mim, é pelo Brasil", disse.

 

Em Brasília, duas faixas colocadas por um morador da Asa Sul fazem ameaças de morte contra ministros do STF e ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia. "Só essas passeatas não resolvem nada. Tem que juntar as Forças Armadas e invadir essas instituições", afirma o autor das faixas, que se identificou ao Correio como Vitório Campos, neurocirurgião, de 67 anos.

 

(foto: Renato Souza/CB/D.A Press)
(foto: Renato Souza/CB/D.A Press)
 

 

O transito na Esplanada não foi fechado. Muitos veículos passam buzinando em sinal de apoio. Os integrantes do protesto vestem roupas das cores da Bandeira e um trio elétrico conduz os trabalhos. A deputada Bia Kicis (PSL-DF) discursou no carro de som e se opôs a derrubada da prisão em segunda instância. "Estão soltando criminosos. O Congresso precisa aprovar leis para mudar isso. Temos uma proposta muito importante tramitando que revoga a PEC da bengala relacionada ao Supremo", disse a parlamentar. 

 

Ver galeria . 12 Fotos Ana Rayssa/CB/D.A Press
(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade