Publicidade

Correio Braziliense

Aliança pelo Brasil: Bolsonaro sinaliza que será o líder do próprio partido

Até então, o chefe do Executivo não havia feito um pronunciamento sobre o assunto


postado em 18/11/2019 19:34

(foto: AFP / POOL / Pavel Golovkin)
(foto: AFP / POOL / Pavel Golovkin)
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sinalizou na tarde desta segunda-feira (18/11) na entrada do Palácio do Alvorada que pretende ser o líder do ‘Aliança pelo Brasil’. “Eu acho que sim”, apontou.

 

Até então, o chefe do Executivo não havia feito um pronunciamento sobre o assunto. Os membros da Executiva do partido devem ser os filhos, Flávio e Eduardo Bolsonaro.

 

Questionado a respeito da sobrecarga de cargos caso seja o presidente do novo partido e se o filho, Flávio, poderia ser escolhido como presidente da sigla, ele respondeu: “Eu não vou discutir o partido. Está previsto quinta-feira, dia 21, a gente lançar a pedra fundamental”. 

 

O primeiro encontro do partido em formação Aliança pelo Brasil será transmitido pelas redes sociais na quinta-feira (21) e escolherá os membros da Executiva Nacional do grupo. 

 

Para não serem expulsos por infidelidade partidária, os deputados aliados de Bolsonaro na sigla peselista continuarão no partido até a oficialização da nova sigla.

 

No último dia 12, Bolsonaro anunciou a saída do PSL e a criação do novo partido. O pedido de criação de um partido precisa ser protocolado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com ao menos 419,9 mil assinaturas em nove Estados. Para que a nova sigla possa participar das disputas municipais do ano que vem, por exemplo, todos os trâmites devem estar cumpridos até março, seis meses antes das eleições.  

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade