Publicidade

Correio Braziliense

Oposição reage à fala de Guedes para ninguém se assustar com pedido de AI-5

A fala do ministro da Economia foi sobre a convocação do ex-presidente Lula para protestos nas ruas


postado em 26/11/2019 10:36 / atualizado em 26/11/2019 10:38

(foto: Olivier Douliery/AFP)
(foto: Olivier Douliery/AFP)
A oposição reagiu à declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre ninguém “se assustar” se “alguém pedir o AI-5”. A fala foi criticada por políticos como os candidatos à presidência derrotados na eleição Fernando Haddad (PT-SP) e Manuela D´Ávila (PCdoB-RS). 

 

A fala de Guedes foi sobre a convocação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para protestos nas ruas. “Chamar povo para rua é de uma irresponsabilidade... Chamar o povo para rua pra dizer que tem o poder, para tomar. Tomar como? Aí o filho do presidente fala em AI-5, aí todo mundo se assusta, fala 'o que que é?' (...) Aí bate mais no outro. É isso o jogo? É isso o que a gente quer? Eu acho uma insanidade chamar o povo pra rua pra fazer bagunça. Acho uma insanidade”, afirmou.

 

No Twitter, Lula não se referiu diretamente à fala de Guedes, mas disse que o PT é a favor da democracia. “Vamos deixar uma coisa clara: se existe um partido identificado com a democracia no Brasil é o Partido dos Trabalhadores. O PT nasceu lutando pela liberdade e governou democraticamente. Não fomos nós que elegemos um candidato que tem ojeriza à democracia”, escreveu.

 

Ao comentar a declaração, Haddad chamou de “governo de covardes, sob todos os aspectos”. D´Ávila afirmou que Guedes é fã de (Augusto) Pinochet ao falar em AI-5. “Bolsonaro, fã de Ustra, envia o excludente de ilicitude para o congresso para 'evitar mobilizações sociais'. Precisa desenhar o que eles imaginam para o país?”, questionou.

Veja a repercussão no Twitter entre os políticos

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade