Publicidade

Correio Braziliense

Salles suspende fiscalização em reserva após reunião com infratores

Ao todo, cinco infratores ambientais participaram de uma reunião com o ministro do Meio Ambiente, no último dia 6 de novembro


postado em 04/12/2019 15:40 / atualizado em 04/12/2019 15:50

Em 6 de novembro 2019, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, se reuniu com infratores ambientais da Resex Chico Mendes(foto: Divulgação)
Em 6 de novembro 2019, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, se reuniu com infratores ambientais da Resex Chico Mendes (foto: Divulgação)
O ministro Ricardo Salles suspendeu nesta quarta-feira (4/11) a fiscalização dentro da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, no Acre. A decisão ocorreu após uma reunião do ministro com grileiros e infratores ambientais, no último dia 6 de novembro. Eles teriam reclamado de uma suposta truculência por parte de agentes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

No encontro, estava o grileiro Rodrigo Oliveira Santos, autor de uma ameaça de morte contra um servidor do ICMBio. Ele foi sentenciado em primeira instância pela Justiça Federal e preso em flagrante por desmatamento, além de indiciado pela ameaça de morte.

Além dele, também marcaram presença um ex-procurador-geral de Justiça do Acre acusado de abrir uma estrada ilegal dentro da Resex, um condenado por desmatamento e uma fazendeira com um haras em uma unidade de conservação criada para atender a seringueiros.

De acordo com reportagem da Folha, o encontro com Salles foi articulado por parlamentares acreanos como a deputada federal Mara Rocha (PSDB) e o senador Marcio Bittar (MDB-AC). Mara prepara um projeto de lei para reduzir o parque Chico Mendes, retirando da unidade de conservação áreas tomadas pela pecuária. 

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) apontam que a Resex já perdeu 74,5 km2 de floresta. A área perdida é a maior da série histórica, iniciada em 2008.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade