Publicidade

Correio Braziliense

Argentina perde mais com rompimento do que o Brasil, diz Bolsonaro

Segundo o chefe do Executivo, o país vizinho passa por uma situação econômica ''complicadíssima'', em caso de um rompimento comercial, o país vizinho tem mais a perder do que o Brasil


postado em 04/12/2019 17:13 / atualizado em 04/12/2019 17:19

''A Argentina deu uma guinada para a esquerda. A gente vai para o pragmatismo'' disse o presidente(foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)
''A Argentina deu uma guinada para a esquerda. A gente vai para o pragmatismo'' disse o presidente (foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)
O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) afirmou na manhã desta quarta-feira (4/11) que pretende manter uma relação pragmática com a Argentina, mas em caso de um rompimento comercial, o país vizinho tem mais a perder do que o Brasil. O novo líder argentino, Alberto Fernández, toma posse no dia 10.

"A Argentina deu uma guinada para a esquerda. A gente vai para o pragmatismo. A gente brigando, a Argentina perde muito mais. Mas eu não quero perder um dedinho. E vamos continuar fazendo negócios", apontou.

Segundo o chefe do Executivo, o país vizinho passa por uma situação econômica "complicadíssima".

“No começo, o presidente eleito [Fernández] falou em rever a questão do Mercosul. O chefe do Banco Central deles, ontem, teria falado em emitir dinheiro. Eu não sou economista, mas ouvi o Roberto Campos Neto [presidente do BC] sobre essa questão. A Argentina está em uma situação econômica complicadíssima”, concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade