Publicidade

Correio Braziliense

Após rompimento, Joice diz não querer arruinar imagem de Bolsonaro

Em entrevista ao Correio, a deputada afirmou não ter ressentimento pelo presidente Jair Bolsonaro


postado em 04/12/2019 17:22

A parlamentar, disse que seu objetivo não é ''arruinar a imagem do presidente'' que, segundo ela, ajudou a eleger(foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil )
A parlamentar, disse que seu objetivo não é ''arruinar a imagem do presidente'' que, segundo ela, ajudou a eleger (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil )
Embora tenha atacado a família presidencial na CPMI sobre Fake News, onde foi ouvida nesta quarta-feira (02/12), a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que seu objetivo não é "arruinar a imagem do presidente" que, segundo ela, ajudou a eleger.

"Ajudei a eleger o presidente da República (Jair Bolsonaro) e parte da bancada. Meu objetivo é mostrar o fruto de uma investigação que fiz depois que virei alvo de ataques coordenados e, infelizmente, (pagos) com dinheiro público".

Durante suas explicações, a deputada afirmou que há uma tabela com cronograma de dias e alvos a serem atacados pelo chamado "gabinete de ódio" -- a quem ela se refere como assessores próximos do presidente, muitos deles colocados ali por indicação da família.

Em entrevista ao Correio, a deputada afirmou não ter ressentimento pelo presidente Jair Bolsonaro, mas que fica magoada por ele ter afastado todos os assessores de confiança -- incluindo ela, que foi a líder do governo no Congresso e se auto-definiu como "o governo" no Legislativo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade