Publicidade

Correio Braziliense

Após protagonizar confusão, 'Mamãe Falei' diz que ''combate privilégios''

Discurso agressivo de Arthur do Val terminou em empurrões e agressões físicas no plenário da Alesp


postado em 05/12/2019 11:47

(foto: Reprodução/TV Alesp)
(foto: Reprodução/TV Alesp)
Após o discurso agressivo que terminou em empurrões e agressões físicas no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), nessa quarta-feira (4/12), o deputado estadual Arthur do Val (sem partido), afirmou em seu perfil no Twitter que "arriscar a vida pra combater privilégios não é piada". 

 

A confusão na Alesp teve início após o parlamentar chamar petistas e esquerdistas de "vagabundos". O deputado conhecido como "Mamãe Falei" disse ainda, em outras postagens, que "não encostou em ninguém" durante o tumulto na Casa Legislativa paulista e que não é "fácil defender o que é certo".

 

A manifestação sobre o "combate aos privilégios" se deu em resposta a uma publicação do youtuber Felipe Neto, que compartilhou o vídeo sobre o tumulto iniciado após o parlamentar faz comentários sobre os líderes sindicalistas. "A política brasileira virou piada", escreveu Felipe Neto.

 

No vídeo, Arthur do Val diz: "Levanta a mão quem é machão. Levanta a mão o líder sindical aí. Quem é líder sindical aí? Levanta a mão. Ta com medo? Quero ver me encarar, líder sindical Eu quero pegar você. Eu quero pegar você, que toma o dinheiro dos trabalhadores. Bando de vagabundo".

 

O plenário é então tomado por parlamentares e apoiadores. Com a confusão, a sessão parlamentar foi suspensa. Na ocasião, os parlamentares discutiam a reforma da Previdência no Estado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade