Publicidade

Correio Braziliense

''Não dá pra dar um golpe não?'', brinca Bolsonaro com comando do Mercosul

A frase foi dita durante a 55ª Cúpula do Mercosul, quando Jair Bolsonaro passou o comando do bloco para o paraguaio Mario Abdo Benitez


postado em 05/12/2019 15:27 / atualizado em 05/12/2019 15:28

O martelo simboliza a presidência do Mercosul(foto: Alan Santos/PR)
O martelo simboliza a presidência do Mercosul (foto: Alan Santos/PR)
Durante a 55ª Cúpula do Mercosul, nesta quinta-feira (5/12), logo após entregar o comando pro-tempore do bloco ao presidente do Paraguai, Mario Abdo Benitez, o presidente Jair Bolsonaro brincou sobre a troca de lideranças, ao mesmo tempo em que buscava dar uma alfinetada na esquerda. 
 
Sem perceber que os microfones de tradução simultânea ainda estavam ligados, Bolsonaro disse que queria continuar presidente do Mercosul. "Não dá pra dar um golpe, não?", indagou, para em seguida emendar: "Tudo quando eles perdem, eles dizem que é golpe. Impressionante". 
 
A frase foi dita logo após a vice-presidente do Uruguai, Lucía Topolasnky, falar em "quebra institucional" na Bolívia. Em novembro deste ano, o ex-presidente boliviano, Evo Morales, disse que foi vítima de um golpe de Estado ao renunciar o governo.  
 

Encontro em Bento Gonçalves

A reunião ocorreu pela manhã na cidade gaúcha de Bento Gonçalves e reuniu líderes do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. A presidência rotativa do Mercosul é exercida por um dos chefes de Estado de um dos países membro do bloco pelo período de seis meses.

O encontro foi marcado por discursos de Bolsonaro e Mauricio Macri, presidente derrotado nas últimas eleições argentinas, contrários ao que o próximo presidente portenho, Alberto Fernández, tem pregado.

Para simboloizar a mudança de comando, Bolsonaro entregou um martelo a Abdo Benitez, que o utilizou para bater em uma blodo de madeira. O Brasil havia assumido o comando em julho deste ano. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade