Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro diz que país está no caminho certo e elogia militares

Jair Bolsonaro disse, ainda, que os militares são os responsáveis pela garantia da democracia e liberdade no país


postado em 09/12/2019 11:36 / atualizado em 09/12/2019 13:20

''Por momentos que beiram a tragédia, as Forças Armadas sempre se fizeram presentes. Alguns colegas nossos perderma a vida, outros tiveram sua honra destroçada, mas nós resistimos''(foto: AFP / Evaristo Sá)
''Por momentos que beiram a tragédia, as Forças Armadas sempre se fizeram presentes. Alguns colegas nossos perderma a vida, outros tiveram sua honra destroçada, mas nós resistimos'' (foto: AFP / Evaristo Sá)
Um dia depois de o Datafolha indicar uma interrupção na perda de popularidade, o presidente Jair Bolsonaro fez um autoelogio e afirmou que o governo está no ''caminho certo''. Em fala que concluiu a cerimônia de cumprimento aos oficiais-generais promovidos, ressaltou, ainda, que os militares são os responsáveis pela garantia da democracia e liberdade. E frisou que, ''se Deus permitir'', os militares não promovidos nesta segunda-feira (9/12) estarão, um dia, ''muito bem representando o nosso Brasil''. 

O levantamento aponta que a taxa de pessoas que aprovam o governo como ótimo ou bom oscilou de 29% para 30% na primeira semana de dezembro. Sem fazer qualquer menção à pesquisa, Bolsonaro adotou um discurso de enaltecimento da própria gestão.

"Nós, cada vez mais, provamos que estamos no caminho certo e queremos, sim, de fato, um Brasil diferente. Afinal de contas, ninguém tem o que nós temos. O que nos falta é fé, coragem e determinação para mudarmos o destino do nosso Brasil. Juntamente com esse povo maravilhoso que temos, tenho certeza que atingiremos o nosso objetivo”, destacou.

O presidente ainda mencionou que não imaginava que um dia ocuparia a Presidência da República. “Realmente a vida nos reserva surpresas. Eu mesmo jamais esperava ocupar a posição que ocupo. Isso o entende como humildade”, declarou.

Elogio aos militares

A declaração de Bolsonaro incluiu os militares, que compõem o seu governo em postos estratégicos. “Ninguém faz nada sozinho”, comentou, ao longo de afagos aos oficiais-generais e demais presentes. “Que amanhã, se Deus assim permitir, os senhores estarão aqui na frente, muito bem representando o nosso Brasil. Novos desafios, com Deus no norte”, comentou.

Com afagos aos militares, voltou a destacar que eles são e foram responsáveis pela garantia da democracia e da liberdade. “Por momentos que beiram a tragédia, as Forças Armadas sempre se fizeram presentes. Alguns colegas nossos perderam a vida, outros tiveram sua honra destroçada, mas nós resistimos”, sustentou.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade