Publicidade

Correio Braziliense

André Sturm assume secretaria do Audiovisual do governo Bolsonaro

O convite foi feito pelo secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, durante almoço nesta quinta-feira (12/12) em São Paulo


postado em 12/12/2019 16:26 / atualizado em 12/12/2019 16:32

O ex-secretário de Cultura da cidade de São Paulo, André Sturm é conhecido por ter liderado movimento contra o fechamento do Cine Belas Artes, agora nomeado Petra Belas Artes(foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press)
O ex-secretário de Cultura da cidade de São Paulo, André Sturm é conhecido por ter liderado movimento contra o fechamento do Cine Belas Artes, agora nomeado Petra Belas Artes (foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press)
O ex-secretário de Cultura da cidade de São Paulo, André Sturm, é o novo secretário do Audiovisual. O convite foi feito pelo secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, durante um almoço ocorrido no prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), nesta quinta-feira (12/12).

Ele assume no lugar de Katiane Gouvêa, que foi exonerada nesta quarta-feira (11/12) e ocupou o cargo por duas semanas. A justificativa para a saída dela é a de que a mesma teria cometido supostas irregularidades durante corrida eleitoral para deputada federal em 2018. Essa é a quarta dança das cadeiras na área no governo de Jair Bolsonaro. O diretor de cinema Pedro Henrique Peixoto e o produtor Ricardo Rihan também passaram pela experiência. 

Sturm ficou conhecido por ter sido um dos líderes do movimento contra o fechamento do Cine Belas Artes. Ele é cineasta, foi diretor do Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP) e é programador do cinema Petra Belas Artes.

Sturm foi exonerado da secretaria municipal em janeiro. Na época, ele reclamou ter dificuldades para exercer o trabalho na gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB). Seu substituto foi o produtor cultural Alê Youssef. No tempo em que ficou no cargo, o novo secretário do Audiovisual foi denunciado por assédio sexual e agressão. 

O secretário Especial da Cultura, Roberto Alvim, defendeu a nomeação: “André Sturm tem experiência comprovada por mais de 30 anos de carreira no audiovisual e conta com amplo apoio do setor. É um nome de conciliação, que marca o início de um novo momento de construção conjunta entre a Secretaria Especial da Cultura e o mercado audiovisual brasileiro”, apontou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade