Politica

Bolsonaro cancela ida ao Fórum Econômico Mundial de Davos

Segundo o porta-voz Otávio Rêgo Barros, outro membro do governo será destacado para representar o presidente

Ingrid Soares
postado em 08/01/2020 19:01
Jair BolsonaroO presidente Jair Bolsonaro cancelou a ida ao Fórum Econômico Mundial de Davos. Segundo o porta-voz da República, Otávio Rêgo Barros, entre as razões para o cancelamento estão aspectos econômicos, políticos e de segurança.

;Está cancelada a ida do presidente, falei com ele há pouco. As razões para o cancelamento por parte do presidente são aquelas que já estamos esboçando há tempos", declarou Rêgo Barros nesta quarta-feira.

"O presidente e os assessores analisaram uma série de aspectos: aspectos econômicos, aspectos de segurança, aspectos políticos. E o somatório desses aspectos, quando levados à apreciação do presidente, lhe permitiu avaliar que não seria o caso, neste momento, de participar desse fórum".

Ainda segundo o porta-voz, outro membro do governo será destacado para representar o mandatário do país. Bolsonaro admitiu na segunda-feira (6/1), que existia a possibilidade de não participar do encontro anual do Fórum na Suíça. Segundo ele, "o mundo tem seus problemas de segurança". O chefe do Executivo se referiu indiretamente à crise entre o Irã e os EUA. A viagem à Índia, no entanto, está mantida.

Bolsonaro aceitou um convite para participar das comemorações pelo dia da República na Índia, no dia 26. De acordo com o porta-voz, anualmente apenas um chefe de Estado é convidado a participar do ato. Além de buscar aprofundar a cooperação entre os países em áreas de tecnologia, é grande o interesse nas relações comerciais com o país. Bolsonaro comentou também que, neste ano, poderá sair a liberação da isenção de vistos para os indianos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação