Politica

Maia detona Weintraub

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 31/01/2020 04:13
A volta dos trabalhos no Congresso, a partir de segunda-feira, aumentará a pressão pela saída do ministro da Educação, Abraham Weintraub. No Senado, o líder da Rede, senador Randolfe Rodrigues (AP), protocolou dois requerimentos de convocação do ministro para prestar esclarecimentos sobre a crise no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A líder da minoria na Câmara, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), também falou em convocação, na Comissão de Educação, para explicar a inconsistência nos resultados do teste. Já o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi duro: chamou a administração de Weintraub de ;desastre;.

;De fato, o ministro da Educação atrapalha o Brasil. Atrapalha o futuro das nossas crianças. Está comprometendo o futuro de gerações a cada ano que se perde com a ineficiência, o discurso ideológico e a péssima qualidade na administração. Ele acaba prejudicando os anos seguintes da nossa sociedade;, disparou Maia, num evento em São Paulo.

Maia se queixou de tentarem relacionar a Bolsonaro as críticas que ele faz a ministros e destacou que não teceu comentários sobre o presidente. Também afirmou que quem contrata ou demite ministros é o chefe do Executivo e que tem um bom diálogo com o governo. ;No caso do ministro da Educação, para mim, é um desastre. Acho que ele brinca com o futuro de milhões de crianças no Brasil e acho que é grave a forma como ele vem administrando o Ministério da Educação;, reforçou. ;Mas se vai demitir, se vai ficar, não tenho preocupação com isso. Meu papel como cidadão e como político é dar minha opinião;, afirmou. A reportagem tentou contato com o ministro, mas ele não respondeu.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação