Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro diz que SAE não era usada de forma adequada no passado

Antes, a secretaria era subordinada à Secretaria-Geral da Presidência


postado em 17/02/2020 16:39

Bolsonaro também afirmou que a Casa Civil continuará com as mesmas atribuições que tem hoje.(foto: Alan Santos/PR)
Bolsonaro também afirmou que a Casa Civil continuará com as mesmas atribuições que tem hoje. (foto: Alan Santos/PR)
O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (17/2) que a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) não era utilizada de forma adequada no passado. Antes, a secretaria era subordinada à Secretaria-Geral da Presidência. Agora, a SAE está ligada diretamente ao gabinete presidencial, sob o comando do almirante Flávio Augusto Viana Rocha. "É como quando você faz uma mudança do quarto na sua casa de um lugar para o outro. Todo o time está unido. Objetivo é um só. A SAE, no passado, acho que não era utilizada da forma adequada", disse o presidente. Bolsonaro ainda elogiou o novo chefe da secretaria. "Fala seis idiomas, foi assessor parlamentar por volta de quatro anos, é muito querido em todos os locais em que esteve presente. Pessoa adequada, conciliadora, inteligente para ajudar nessas questões estratégicas do Brasil", afirmou."

Na entrevista, Bolsonaro também afirmou que a Casa Civil continuará com as mesmas atribuições que tem hoje. Ele elogiou o novo titular da pasta, general Braga Netto, e explicou que ele terá a missão de articulação das pastas da Esplanada.

“Está de bom tamanho.  Braga Netto foi muito bem como interventor na segurança do Rio de Janeiro. Um homem inteligente, organizador, disciplinador. É ele quem vai coordenar os ministérios. Essa é a maior missão que ele está recebendo”, concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade