Politica

Brasil trabalha por maior presença da mulher na política, diz Damares

Damares participa da 43ª Sessão da Comissão de Direitos Humanos da ONU

Agência Estado
postado em 25/02/2020 13:26
Damares participa da 43ª Sessão da Comissão de Direitos Humanos da ONUO Brasil trabalha para maior inserção das mulheres na política, disse nesta terça-feira (25) a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves ministra, ao discursar na 43; Sessão da Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, na Suíça.

;O governo Bolsonaro quer que todos os municípios do país tenham, pelo menos, uma mulher vereadora. Essa é uma meta que apresentamos aqui hoje e, daqui a um ano, voltarei para mostrar os resultados para os senhores;, disse.

Damares Alves destacou, entre as medidas adotadas pelo governo, a criação da Comissão da Amazônia, que, segundo ela, tem como um de seus objetivos a proteção da mulher que vive na floresta. ;Queremos dar visibilidade às mulheres que tinham ficado para trás;.

Segundo a ministra, promover o direito das mulheres é um dos principais objetivos da atual gestão do governo federal.

CPLP

Damares também fez o pronunciamento em nome da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Ela destacou as atividades de promoção dos direitos das mulheres realizadas nos últimos três anos, como a escolha de 2018 como ;ano da CPLP por uma vida livre de violência contra mulheres e meninas".

A ministra ressaltou também a Declaração de Praia, que em 2019 renovou o ;Plano de Ação para a igualdade de gênero e empoderamento das mulheres;.

A chefe da Delegação Brasileira concluiu reiterando o ;firme comprometimento da CPLP com a promoção e proteção dos direitos das mulheres, com a igualdade entre mulheres e homens e com o chamado para o fim de toda forma de violência contra mulheres e meninas e para o combate ao feminicídio;.

*Com informações do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação