Politica

Bolsonaro se irrita com pergunta sobre lista do HFA: "Respeita a lei, pô"

Jornalista questionou se dois nomes que testaram positivo para a Covid-19 e foram mantidos em sigilo pelo hospital eram de membros do governo. "Você acha que estou escondendo alguma coisa?", rebateu Bolsonaro

Ingrid Soares
postado em 25/03/2020 16:15
Jair BolsonaroO presidente Jair Bolsonaro se irritou, nesta quarta-feira (25/3), ao ser questionado sobre dois pacientes que testaram positivo para a Covid-19, mas cujos nomes foram sonegados pelo Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília. Foi nessa unidade de saúde que o presidente realizou seu primeiro teste para a doença.

Perguntado por um jornalista se esses dois pacientes eram integrantes do governo, o presidente se mostrou incomodado. "Não sei, rapaz. Quem omitiu? Está acusando o HFA de mentir, rapaz? Você acha que estou escondendo alguma coisa? Está na lei que esses laudos é segredo. Quiser que eu te mando a lei, eu mando a lei pra você aqui. Respeita a lei, pô;, concluiu.

O HFA foi obrigado pela Justiça a fornecer para o Governo do Distrito Federal (GDF) a identidade das pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus. Em documento enviado à juíza Rachel Soares Chiarelli, da Justiça Federal do DF, assinado pelo general de divisas Rui Yutaka, comandante Logístico do HFA, o hospital deixou de informar dois nomes para a magistrada, alegando proteção constitucional à intimidade.

Lista completa com GDF
Yutaka, porém, afirmava que a lista completa havia sido enviada às autoridades de Saúde de Brasilia. Nesta quarta-feira, o Blog do Vicente apurou que a lista completa está mesmo nas mãos da Secretaria de Saúde do DF, que, até a última atualização desta matéria, não havia se manifestado sobre os nomes que constam na relação.

Após o HFA omitir os dois nomes à juíza de Brasília, o Blog do Vicente também apurou, na noite de terça-feira, que até mesmo integrantes do Palácio do Planalto admitiam que os pacientes poderiam ser o presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama, Michele. Segundo esses servidores, a lista do HFA virou tabu dentro do Planalto. A ordem é não passar qualquer informação sobre os exames do presidente e da mulher dele ;por questão de segurança nacional".

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação