Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro diz que sancionará hoje auxílio de R$ 600 para trabalhadores

Bolsonaro também precisa publicar uma MP autorizando a abertura de crédito e especificando de onde sairão os recursos


postado em 31/03/2020 12:50

(foto: Isac Nobrega/PR)
(foto: Isac Nobrega/PR)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que pretende sancionar ainda nesta terça-feira (31) o projeto de lei que estabelece um auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais para tentar amenizar os impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus. A medida foi aprovada ontem (30) em votação pelo Senado. Segundo o texto, os valores serão pagos durante três meses, podendo ser prorrogados por conta da crise do Covid-19. “Hoje, sem falta. O mais rápido possível, tem prioridade total”, disse o chefe do Executivo.

Bolsonaro disse ainda que o decreto já está pronto. “Quero dar uma olhada já e meter a caneta. Quem vai pagar é a Caixa Econômica. Ouvi ontem alguns reclamando: ‘não sancionou ainda’. Foi ontem a noite aprovado, esse pessoal que reclamou que tinha poder dentro do Congresso tinham que ter aprovado no mesmo dia quando mandei para lá”, apontou.

Questionado se os beneficiários poderão receber ainda nesta semana o auxílio, Bolsonaro respondeu que o pagamento está a cargo da Caixa: “O meu plano é receber já, no que depender de mim, mas a Caixa faz esse pagamento aí.”

Bolsonaro também precisa publicar uma MP autorizando a abertura de crédito e especificando de onde sairão os recursos. Ontem durante entrevista para o jornalista Sikera Junior, Bolsonaro comentou sobre a aprovação pelo Senado.
 

“A boa notícia hoje [ontem]: o Senado aprovou abono de R$ 600 para exatamente esses informais acredito que destes 38 milhões, pelo menos 25 milhões vão buscar os 600 reais por 3 meses. Isso equivale a uma despesa mensal que é do contribuinte de R$ 15 bilhões, mas essa questão do emprego é uma preocupação nossa. O que o povo mais pede pra mim é pra voltar a trabalhar”. E emendou: “Você não pode impor uma quarentena maior do que a que já está aí porque esse pessoal vai ter dificuldade para sobreviver e os 600 reais do governo ajuda, mas é um pouquinho, aquém do que eles necessitam”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade