Politica

Avaliação dos governadores melhora com crise do coronavírus

Pesquisa da XP mostra que a opinião boa ou ótima sobre a atuação dos chefes estaduais subiu de 26% para 44%, enquanto a ruim ou péssima caiu de 27% para 15%

Simone Kafruni
postado em 03/04/2020 12:41
 (foto: Maurenilson freire/CB/D.A Press)
(foto: Maurenilson freire/CB/D.A Press)
Pesquisa da XP mostra que a opinião boa ou ótima sobre a atuação dos chefes estaduais subiu de 26% para 44%, enquanto a ruim ou péssima caiu de 27% para 15%Os governadores estão ganhando a confiança da população com suas atuações diante da crise do novo coronavírus. Pesquisa extra da XP de abrangência nacional, feita com 1 mil entrevistados nos dias 30 e 31 de março e 1; de abril, mostra que a avaliação ótima e boa dos chefes dos executivos estaduais subiu de 26%, no início de março, para 44%, enquanto a de ruim e péssimo caiu de 27%, no levantamento anterior, para 15%. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

As avaliações ótima e boa dos governadores do Sudeste, que representam 43% da amostra, subiram de 22%, em março, para 37% na pesquisa mais recente. A opinião de ruim e péssima caiu de 27% para 19%. As opiniões sobre os governadores do Nordeste, que representam 27% do universo de entrevistados, apontam queda de 30% para 13% de ruim e péssima e alta de 27% para 50% de ótima e boa.

A atuação dos governadores do Sul, que equivalem a 15% da amostra total, receberam avaliação de ótima e boa de 58% dos entrevistados. Na pesquisa anterior eram 35%. Os que consideraram a atuação ruim ou péssima caíram de 22% para 9%.

[SAIBAMAIS]Nas regiões Centro-Oeste e Norte, com 15% de representatividade na amostra, o desempenho dos governadores diante da crise de coronavírus foi avaliado como bom e ótimo por 44% ante 24% na pesquisa anterior. Os que consideraram desempenho ruim ou péssimo caíram de 29% para 15%.

A mudança coincide com a queda na avaliação positiva do presidente Jair Bolsonaro. Hoje, 42% atribuem avaliação ruim ou péssima enquanto apenas 28% consideram a atuação boa ou ótima. Esses números são o menor e o maior da série histórica, respectivamente. No levantamento do início de março, eram 30% com avaliação positiva e 36%, negativa.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação