Politica

Bolsonaro pede à Índia continuidade de insumos para hidroxicloroquina

Após teleconferência com primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, Bolsonaro disse que Brasil e Índia continuarão 'grandes parceiros pós-crise do coronavírus'

Ingrid Soares
postado em 04/04/2020 12:19
 (foto:  AFP / Sergio LIMA)
(foto: AFP / Sergio LIMA)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na manhã deste sábado (04), por meio das redes sociais, que pediu ao primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, que mantenha a continuidade do fornecimento de insumos para a produção da hidroxicloroquina, medicamento que vem sendo estudado no tratamento do novo coronavírus.
"Neste sábado, em contato com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, solicitei apoio na continuidade do fornecimento de insumos farmacêuticos para a produção da hidroxicloroquina. Brasil e Índia continuarão grandes parceiros pós-crise do coronavírus, e não mediremos esforços na luta para salvar vidas", escreveu. Na postagem, o chefe do Executivo publicou uma foto em que faz uma teleconferência ao lado do chanceler Ernesto Araújo e outros assessores.
Também por meio das redes sociais, Bolsonaro informou que, entre os remédios que tiveram o imposto zerado estão a hidroxicloroquina e a azitromicina. Segundo ele, os próximos a serem ;zerados; são zinco e vitamina D.
;Medicamentos (entre outros) que tiveram todos seus impostos zerados pelo Governo Federal: Hidroxicloroquina e Azitromicina. Outros que serão "zerados" nos próximos dias: Zinco e vitamina "D".Todos usados no tratamento de pacientes portadores da COVID-19.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação