Politica

Com cargo ameaçado, Mandetta vai a reunião ministerial com Bolsonaro

Vice-presidente Hamilton Mourão também participa do encontro, que ocorre em meio a rumores de demissão do ministro da Saúde

Renato Souza
postado em 06/04/2020 17:36
 (foto: AFP / EVARISTO SA)
(foto: AFP / EVARISTO SA)
Vice-presidente Hamilton Mourão também participa do encontro, que ocorre em meio a rumores de demissão do ministro da SaúdeEm meio à expectativa sobre seu destino dentro do governo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, chegou ao Palácio do Planalto no fim da tarde desta segunda-feira (6/4) para uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão e demais ministros.

Mandetta segue no cargo, depois de o presidente dar mais de uma indicação de que pretendia demiti-lo. Além de críticas claras nos últimos dias, Bolsonaro, nesta segunda-feira, chegou a se reunir com dois médicos cotados para assumir a pasta: o ex-ministro da Cidadania Osmar Terra e a oncologista Nise Yamagushi, defensora do uso precoce da hiroxicloroquina em pacientes com Covid-19.

Porém, Bolsonaro obteve uma reação negativa forte diante da possibilidade de tirar Mandetta, tanto da sociedade quanto dos Poderes Judiciário e Legislativo. A notícia da eventual demissão gerou panelaços em várias cidades, como São Paulo e Brasília. E ministros do STF fizeram chegar ao chefe do Executivo o aviso de que haveria uma resposta à altura caso o chefe da Saúde fosse substituído durante a pandemia de coronavírus.


Reação no Congresso

[SAIBAMAIS]No Congresso, parlamentares começaram a articular o avanço de um pedido de impeachment de Bolsonaro, apresentado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Outros parlamentares pensavam em obstruir assuntos do governo e aprovar pautas próprias do parlamento para combater a pandemia, isolando o presidente.

Integrantes da ala militar do Executivo também argumentaram com o presidente contra a demissão de Mandetta, alegando prejuízos políticos e sociais irrecuperáveis. O número de casos confirmados de coronavírus no país passou de 12 mil.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação