Politica

Maia comenta ligação de Bolsonaro para líderes de partidos de centro

Maia destacou que diálogo é importante. Mas, também, que o parlamento tem feito sua parte

Luiz Calcagno
postado em 08/04/2020 16:24
 (foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
(foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Maia destacou que diálogo é importante. Mas, também, que o parlamento tem feito sua parteO presidente da República está convidando líderes de partidos de centro para conversar. A medida foi comentada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) no início da tarde desta quarta-feira (8/4). Maia destacou que diálogo é importante. Mas, também, que o parlamento tem feito sua parte. O parlamentar também anunciou que a Câmara deverá votar o projeto que amplia o número de beneficiados pela ajuda para informais, e defendeu a importância da MP 905, do contrato de trabalho verde e amarelo.

;Se é possível melhorar o diálogo do governo com o parlamento, só o governo pode responder. O parlamento tem feito sua parte independente de diálogo. O importante é votar as matérias. Mas, conversar é sempre positivo. Um ambiente de menos ódio e mais paz sempre ajuda na sinalização a sociedade em ambiente de crise. É muito positiva a atitude do presidente. Deve estar vendo que, através do diálogo, se constrói muita coisa. O Mandetta é um exemplo disso;, afirmou.

Sobre a MP 905, Maia defendeu o diálogo com os líderes partidários dos partidos de oposição e afirmou que é possível construir um texto mais consensual. ;Sempre fui contra fazer outras mudanças de lei trabalho por medida provisória. A 905 não foi editada na calamidade, mas, tem outras que sim. Se tiver compreensão dos líderes, isso nos dá condições para votar hoje ou amanhã. É importante construir acordo. Mesmo que uma parte fique de fora e venha em outra MP;, ponderou.

;Estamos negociando, Não há necessidade de obstrução. O importante é dialogar. Temos que construir textos possíveis. Dá pra construir um texto possível. Se não, amanhã pode ter um texto de interesse da esquerda, e a maioria não querer votar. Essa questão de ;vota ou não vota; não é o melhor caminho. É construir um texto que atenda a todos e, no limite, ir a voto, pois as visões são diferentes, mas o objetivo é o mesmo. Combater o coronavírus;, disse.

[SAIBAMAIS]Maia também afirmou que vai organizar um calendário para a Câmara votar as propostas que vem do Senado. Além da ampliação do auxílio para os trabalhadores informais, o senado também enviou para a Câmara um PL de microcrédito para empresas. ;Vamos organizar um calendário onde, toda semana, a gente possa votar as matérias de origem dos senadores, que têm a mesma importância que as dos deputados;, destacou.

;Votamos, hoje, o requerimento de urgência (da ampliação do auxílio). E o mérito, entre hoje e amanhã. E tem a do microcrédito. Temos que votar essas duas matérias que vieram do senado. Estamos avaliando o texto. É amplo. Se fizermos mudança, o texto volta para o senado e eles ratificam ou não. O importante é votar;, completou.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação