Politica

"Não se pode brincar com as instituições", diz Gilmar Mendes

Ministro do Supremo afirmou que não se pode usar as Forças Armadas como se fossem milícias, se referindo a protestos que pediram volta da ditadura

Renato Souza
postado em 27/04/2020 19:48
Ministro do Supremo afirmou que não se pode usar as Forças Armadas como se fossem milícias, se referindo a protestos que pediram volta da ditaduraO ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou, nesta segunda-feira (27), protestos que ocorreram pedindo intervenção militar e um "novo AI-5". De acordo com o ministro, "não se pode usar as Forças Armadas como se fossem milícias".

De acordo com o ministro, esse tipo de ato é uma forma de exercer a "tirania". Gilmar tratou do assunto em uma live organizada pela Folha de S. Paulo. ;Não se pode brincar com as instituições, não se pode brincar de tiranetes, de ditadura. Quem diz isso: ;ah, nós vamos usar as Forças Armadas para fechar o Supremo ou fechar o Congresso; está usando as Forças Armadas, que são instituições do Estado, como se fossem suas milícias. Isso é absolutamente impróprio e injurioso para com as próprias Forças Armadas;, disse Gilmar.

[SAIBAMAIS]As manifestações, que ocorreram em diversas cidades, estão na mira de um inquérito que corre no Supremo, aberto a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras. Entre os alvos, estão deputados federais, suspeitos de participarem da organização e financiamento dos movimentos antidemocráticos. O presidente Jair Bolsonaro chegou a participar de um dos atos, em Brasília.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação