Politica

Moro confirmou à PF que Bolsonaro solicitou relatórios de inteligência

No entanto, de acordo com o ex-ministro, o presidente não solicitou relatórios sobre casos ou investigações específicas

Renato Souza
postado em 05/05/2020 17:03
No entanto, de acordo com o ex-ministro, o presidente não solicitou relatórios sobre casos ou investigações específicasEm um trecho do depoimento prestado à Polícia Federal, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro reafirma que o presidente Jair Bolsonaro solicitou acesso a relatórios de inteligência policial. A determinação teria ocorrido em 22 de abril, no Palácio do Planalto, em frente a vários ministros do governo.

De acordo com Moro, Bolsonaro também solicitou a troca do superintendente da PF no Rio disse que, se isso não ocorresse, demitiria o então diretor-geral da corporação, Maurício Valeixo, e o próprio Moro. Os fatos narrados pelo ex-ministro teriam ocorrido durante apresentação do programa Pró-Brasil. As reuniões são gravadas em vídeo.

O ex-juiz também afirma que o presidente não fala a verdade quando diz que era privado de informações da Polícia Federal. Segundo o depoimento, Moro informava Bolsonaro sobre as ações realizadas, "resguardado o sigilo das investigações".

[SAIBAMAIS]Isso teria ocorrido, por exemplo, após operação que mirou o atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o senador Fernando Bezerra.

Nova mensagem de celular

No depoimento, . Segundo ele, o presidente teria escrito, em março passado: "Moro você tem 27 Superintendências, eu quero apenas uma, a do Rio de Janeiro".

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação