Politica

Três grupos programam manifestação para hoje de manhã na Esplanada

Os protestos estão marcados para às 10h com uma carreata seguida de aglomeração em frente ao Palácio do Planalto, descumprindo as orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde

Luiz Calcagno
postado em 09/05/2020 07:00
 (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

uma rua com carrosPelo menos três grupos estão à frente das manifestações marcadas para a manhã de hoje na Esplanada dos Ministérios. Uma parte é encabeçada pela ativista conservadora Sara Fernanda Giromini, mais conhecida como Sara Winter, e, segundo ela própria, pelo astrólogo e escritor Olavo de Carvalho. Outra facção radical denomina-se de Soldados do Brasil, voluntários da pátria, que prega o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso. Por último, o movimento tem a participação de um grupo do Distrito Federal, que tem no capitão de mar e guerra da reserva da marinha Winston Rodrigues Lima, mais conhecido como Comandante Winston, uma de suas lideranças. O militar defende um movimento mais moderado.


Os protestos estão marcados para às 10h com uma carreata seguida de aglomeração em frente ao Palácio do Planalto, descumprindo as orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde.


O grupo Soldados do Brasil afirmou em uma rede social que há uma caravana com 300 caminhões a caminho de Brasília. ;Muitos civis, homens e mulheres, talvez até crianças, para virem para cá para Brasília, para nós darmos cabo dessa patifaria que está estabelecida no nosso país há 35 anos, por aquela casa maldita ali, Supremo Tribunal Federal, com 11 gângster, que têm destruído a nossa nação. São aliados com o Foro de São Paulo e o narcotráfico internacional;, ameaçou. A Procuradoria-Geral da República (PGR) investiga quem está financiando o movimento.


Ao Correio, Comandante Winston afirmou que o movimento será de apoio ao presidente e contra o que chamou de interferência dos demais poderes no Executivo. ;O grupo que falou sobre invasão não é o caso. Essa não é a nossa pauta. Nossa pauta é apoio ao presidente Bolsonaro e o fim da interferência entre poderes;, amenizou.

;Botar pra dentro;
Ontem, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que abriria os portões do Palácio da Alvorada para a realização de um churrasco. Ele já havia mencionado o evento na quinta-feira. Estimulado pelo público, Bolsonaro aumentou progressivamente o número de convidados. ;Tá todo mundo convidado aqui: 800 pessoas no churrasco;, afirmou, seguido de aplausos.


No final da tarde de ontem, também na porta do Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro voltou ao assunto. Disse a apoiadores que vai ;botar pra dentro; da residência oficial qualquer um que comparecer ao programa amanhã. Em tom sarcástico, o presidente falou que vai receber ;mais ou menos 3 mil pessoas;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação