Politica

Bolsonaro sobre militares que receberam R$ 600: "É a garotada mais pobre"

Presidente disse, porém, que valor será devolvido. O Correio revelou o pagamento irregular do auxílio criado durante a pandemia na última segunda-feira

Sarah Teófilo
postado em 13/05/2020 13:31

Presidente disse, porém, que valor será devolvido. O Correio revelou o pagamento irregular do auxílio criado durante a pandemia na última segunda-feiraO presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (13/5) que os militares que receberam irregularmente o auxílio emergencial de R$ 600 são uma parcela pequena de jovens praças que prestam o serviço militar obrigatório. O pagamento de auxílio a militares foi mostrado com exclusividade pelo Correio na última segunda-feira (11/5).


"Não fala militares, não", disse, ao ser questionado sobre o tema. E completou: "Mais ou menos 2%, 3% da garotada que presta serviço militar obrigatório. São pessoas oriundas das classes mais humildes. São os mais pobres. Estão servindo ao Exército no corrente ano, Marinha e Aeronáutica. E alguns se inscreveram (para receber o auxílio). Como no passado era filho de pobre, sem renda, acabaram recebendo".

Dados do governo revelam, no entanto, que .


Valor será devolvido

Bolsonaro disse que o valor será devolvido, e todos os que receberam a ajuda indevidamente vão cumprir punição disciplinar. "No nosso meio, fez besteira, paga", afirmou.

O recebimento dos R$ 600 por esses militares é irregular, uma vez que o auxílio é destinado a autônomos e microempreendedores. Entre outras regras, é destinado a pessoas que estão sem renda durante a pandemia do novo coronavírus.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação