Politica

"Estão indo para a desobediência civil", diz Bolsonaro sobre governadores

Durante a reunião virtual, o chefe do Executivo voltou a defender a reabertura dos comércios no país

Ingrid Soares
postado em 14/05/2020 14:37
Durante a reunião virtual, o chefe do Executivo voltou a defender a reabertura dos comércios no paísO presidente Jair Bolsonaro se reuniu, nesta quinta-feira (14/5), por meio de videoconferência, com vários empresários do país, em um encontro mediado pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.


Durante a reunião, o presidente voltou a defender a reabertura do comércio no país. Segundo ele, ao não seguir o decreto que adicionou salões de beleza, barbearias e academias de esportes na lista de serviços essenciais, os governadores "estão partindo para a desobediência civil".

[SAIBAMAIS]"Nós devemos buscar cada vez mais rápido abrir o mercado. Como eu abri agora, por exemplo, com o decreto colocando academias, salões de beleza e barbearias. Semana passada, eu botei a construção civil e a questão industrial. Tem governador falando que não vai cumprir. Eles estão partindo para a desobediência civil", avaliou Bolsonaro.

"Se alguém não concorda com um decreto meu, tem dois caminhos: um projeto de decreto legislativo no Congresso, para tornar sem efeito o meu decreto, ou ação na Justiça. E não (dizer que) não vão cumprir, acrescentou.

Apesar da avaliação de Bolsonaro, o para decidir sobre as medidas que visam garantir o distanciamento social.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação